terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Flores de açúcar



Meninas, boa noite!
Como estão todas? Eu estou me recuperando, pois fui praticamente obrigada a me ausentar do site. O caso é que tive uma inflamação no olho e acabei 15 dias com a pupila dilatada, resultado: Não conseguia enxergar e nem podia forçar a vista. Mas agora eu já estou bem e animada para as novidades que esse novo ano trará!

Comemorando esse primeiro dia de vista 100% fiz alguns torrões de açúcar em forma de flor, para presentear e desejar aos amigos queridos um doce ano novo. Segue a receita para quem quiser tentar... é fácil e dá um efeito lindo:

Receita dos torrões de açúcar:
Ingredientes - 200 g Açúcar e 1 colher de sopa de água (potável).
Modo de fazer - Misture a água e o açúcar. A consistência deve ficar como de uma farofa úmida. Se ainda ficar muito seca, pingue algumas gotas de água a mais. Aí é pegar sua forma, que pode ser de gelo, de bombom, da sua escolha. Encha a forminha com a mistura e pressione para que fique bem compactado. Com cuidado desenforme os torrões no prato e coloque de 30 segundos a 1 minuto no microondas na potência máxima, se o seu microondas não for potente coloque 2 minutos (só cuidado pra o açúcar não derreter). Se você não tiver microondas espera 48 horas para desenformar. Legal, né?

Quero aproveitar e agradecer a companhia em 2014 e desejar um ano novo repleto de coisas maravilhosas e que 2015 seja muito, muito doce!


Beijos a todas e feliz ano novo!!!

3 comentários:

Luxo da Lix disse...

Espero em Deus que vc esteja bem. Adoro Seu blog e já o acompanho a um bom tempo! Feliz 2015, com amor, paz e saúde!

Monalise Nogueira disse...

Amei esse post e vou levar comigo para indicar nos blogs da semana!
Beijos

Jesus puro amor disse...

Parabéns pelo blog.
Jesus ama você. Ele esta sempre com você, nunca te deixará só.
Salmo 5
"DÁ ouvidos às minhas palavras, ó Senhor, atende à minha meditação.
2 Atende à voz do meu clamor, Rei meu e Deus meu, pois a ti orarei.
3 Pela manhã ouvirás a minha voz, ó Senhor; pela manhã apresentarei a ti a minha oração, e vigiarei.
4 Porque tu não és um Deus que tenha prazer na iniqüidade, nem contigo habitará o mal.
5 Os loucos não pararão à tua vista; odeias a todos os que praticam a maldade.
6 Destruirás aqueles que falam a mentira; o Senhor aborrecerá o homem sanguinário e fraudulento.
7 Porém eu entrarei em tua casa pela grandeza da tua benignidade; e em teu temor me inclinarei para o teu santo templo.
8 Senhor, guia-me na tua justiça, por causa dos meus inimigos; endireita diante de mim o teu caminho.
9 Porque não há retidão na boca deles; as suas entranhas são verdadeiras maldades, a sua garganta é um sepulcro aberto; lisonjeiam com a sua língua.
10 Declara-os culpados, ó Deus; caiam por seus próprios conselhos; lança-os fora por causa da multidão de suas transgressões, pois se rebelaram contra ti.
11 Porém alegrem-se todos os que confiam em ti; exultem eternamente, porquanto tu os defendes; e em ti se gloriem os que amam o teu nome.
12 Pois tu, Senhor, abençoarás ao justo; circundá-lo-ás da tua benevolência como de um escudo.